Home  


Tel: (11) 5044.7585

lcrh@laertecordeiro.com.br

Fale Conosco

Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
envie este artigo por e-mail
Outubro, 2013

Laerte Leite Cordeiro (*)

DESPERTANDO O INTERESSE DE UM HEADHUNTER

Se o Headhunter não souber que V. existe ele jamais vai se interessar por V., profissionalmente. Então é preciso que alguém – V. ou outra pessoa por Você – faça um contato inicial com o Headhunter.

Se V. estiver desempregado ou empregado, mas interessado em um novo emprego, V. pode mandar seu currículo para um Headhunter por Correio, por e-mail ou pode cadastrar-se no site dele. Pode, também, fazer parte da rede Linkedin, que hoje representa o mercado virtual de empregos de melhor nível e, através dela, iniciar o contato com um Headhunter.

Se V. decidir mandar o Currículo pelo Correio ou por e-mail então é preciso que ele seja bom e bonito. Não deve ser longo – o ideal é de 2 páginas –, impresso em preto no papel branco tamanho A-4 e incluindo seu objetivo atual de carreira, o seu perfil geral e o seu perfil profissional. Sem excesso de palavras e sem afogar o leitor com o excesso de informações que podem ser oferecidas depois. Ou seja, um Currículo compatível com o nosso tempo.

Se V. conseguir sucesso em seu esforço de interessar o Headhunter mandando espontaneamente o seu Currículo para ele, ou se ele te encontrar no Linkedin ou receber alguma indicação de que V. é o profissional que ele está buscando, então provavelmente acontecerá primeiro um contato telefônico que será chave para iniciar o seu processo de seleção para a posição em aberto no cliente do Headhunter.

Esse telefonema é fundamental para o sucesso da sua candidatura e por isso vamos lembrar aqui alguns itens que serão fundamentais para que V. não fracasse nessa hora H. O Headhunter pode ou não ter seu Currículo em mãos, podendo acontecer que ele tenha apenas uma recomendação ou indicação de seu nome e ligue para V. para começar um processo e coletar primeiras informações.

Esse primeiro telefonema, com o Headhunter do lado de lá, é fundamental para o seu sucesso no processo de seleção e V. não pode fracassar. Algumas recomendações-chave vão abaixo, para ajudá-lo nesse momento:

Antes de mais nada, atenda o telefone do Headhunter ou responda de imediato ao contato por e-mail.

Não fale demais, nem de menos, ao telefone. Não seja prolixo nem seco.

Na conversa, mostre-se ágil e interessado. Ninguém quer um “paradão”.

Passe uma imagem de energia e intensidade profissional no contato com o Headhunter.

Se o recrutador quiser saber o seu grau de fluência em uma língua estrangeira, diga logo a verdade. Não enrole.

Diga, sem medo, qual é a razão do seu interesse profissional numa nova colocação neste momento.

Estabeleça um foco claro de busca. Cite as posições que lhe interessam mais.

Conte para o recrutador uma história profissional curta, enfatizando os empregos mais recentes.

A escolaridade superior e os conhecimentos em Tecnologia da Informação também podem ser itens importantes para o recrutador.

Ao final, o recrutador tem que ter uma idéia clara da posição para a qual V. tem mais aderência.

Se nos empregos anteriores V. teve oportunidade de conhecer outros países e culturas não deixe de informar esse lado.

Se em algum momento do telefonema parecer a v. que o recrutador perdeu interesse na conversa, não insista e assim que ele queira, encerre a conversa.

Não minta sobre idade, nem sobre sua saúde, estado civil ou filhos.

Se V. tiver alguma atividade filantrópica voluntária, não esqueça de mencionar. Mas não invente nada.

Lembre sempre os cargos dos seus superiores nos empregos anteriores.

Razões de saída dos empregos anteriores são sempre importantes. Mas procure não acusar a empresa atual ou as anteriores de serem as exclusivas culpadas.

Se o recrutador quiser informações sobre a sua remuneração atual fale a verdade. É importante para uma decisão.

Depois desse contato telefônico, aguarde um novo contato do Headhunter. Se não vier, não fique ligando. Se houver interesse ele te chama.

Na medida em que V. possa lembrar destas recomendações no seu primeiro contato telefônico com o Headhunter, as suas chances de progredir no processo serão basicamente muito boas. Claro que este e só o começo e que o processo de seleção a ser conduzido pela consultoria de recrutamento e seleção ou hunting/search, incluirá, provavelmente, testes, entrevistas e dinâmicas que acabarão por escolher o candidato mais adequado para a posição vaga e para a empresa. Mas sem dúvida V. terá conseguido superar uma barreira fundamental no processo de seleção, sem a qual nenhum Headhunter vai considerá-lo para o emprego desejado. Tudo começa ou termina nesse telefonema inicial e estratégico.

(*) Laerte Leite Cordeiro é Consultor de Empresas, Executivos e Carreiras e Diretor Geral da Laerte Cordeiro Consultores em Recursos Humanos. São Paulo, Outubro, 2013.
Voltar para cima

Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
Jan - Mercado de Trabalho para Executivos em 2015
Dez - RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL: ERROS BÁSICOS Mai - PONTOS IMPORTANTES DA RELAÇÃO COM OS HEADHUNTERS
Nov - 150 ANOS DE ADMINISTRAÇÃO Abr - O NOVO MERCADO DE TRABALHO
Out - O EXECUTIVO SÊNIOR E O FUTURO Mar - O DIFÍCIL EMPREGO NAS GRANDES EMPRESAS MULTINACIONAIS
Set - CARTA MENSAL AOS EXECUTIVOS Fev - INCOMPETÊNCIAS EXECUTIVAS
Dez - 2014: DÚVIDAS E ESPERANÇAS Mai - ALERTA VERMELHO PARA OS ACOMODADOS
Nov - O CALENDÁRIO DO EMPREGO PARA EXECUTIVOS Abr - COMO BUSCAR UM EMPREGO MELHOR?
Out - DESPERTANDO O INTERESSE DE UM HEADHUNTER Mar - RH EM BOVA VERSÃO
Set - SABER, TER E USAR ... RECADOS PARA O EMPRESÁRIO-ADMINISTRADOR Fev - VIDA E CARREIRA EM TRANSFORMAÇÃO
Ago - DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL E O SUCESSO DA EMPRESA Jan - O QUE SEGURA UM EXECUTIVO NA EMPRESA?
Jul - UM NOVO EXECUTIVO BRASILEIRO
Dez - O RETORNO DO CHEFE Mai - E SE A CRISE VOLTAR?
Nov - OUTPLACEMENT EM 2012 Abr - O QUE HÁ DE NOVO EM INOVAÇÃO?
Out - DEMITIDO? EU? Mar - OTIMISMO ACIMA DE TUDO!
Jul - A DIFÍCIL VIDA DO CANDIDATO A EMPREGO Jan - EXECUTIVO: COMO PERDER SEU EMPREGO EM 12 LIÇÕES FÁCEIS
Jun - MEUS JOVENS 40 ANOS

LAERTE CORDEIRO: 33 anos servindo a Profissionais e à Comunidade de Empresas
– Executive Search & Hunting – Outplacement Corporativo e Recolocação de Profissionais –  Coaching de Carreira – Consultoria  –