Home  


Tel: (11) 5044.7585

lcrh@laertecordeiro.com.br

Fale Conosco

Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
envie este artigo por e-mail
Janeiro, 2013

Laerte Leite Cordeiro (*)

O QUE SEGURA UM EXECUTIVO NA EMPRESA?

Esclarecendo que por “Executivos” entendemos profissionais de nível, estrategistas e/ou responsáveis pelas áreas de operação de uma empresa, com títulos que podem ir desde um Gerente Departamental até um CEO, a grande pergunta é: o que é que segura uns e nos faz perder outros?

QUALIDADE DA SELEÇÃO
A primeira consideração talvez deva ser relacionada à qualidade do processo seletivo. Um processo seletivo mal conduzido, que não avalie adequada ou suficientemente o executivo em seu processo de ingresso na organização pode ser um grande problema. É preciso lembrar que nem todas as organizações estão aparelhadas para uma correta avaliação qualitativa no nível executivo. Muito capazes de recrutar e selecionar pessoal para os níveis menores da hierarquia, nem sempre tem condições de selecionar profissionais para cargos mais altos. Daí, muitas vezes, um executivo pode assumir sua nova posição na organização, sem estar devidamente qualificado ou adequadamente informado para o que deva enfrentar. O que ocorre é que depois de algum tempo a empresa se desagrada dele mas, muito frequentemente, ele também entra em sofrimento e acaba por procurar alternativas no mercado, buscando nova posição que lhe permita sentir-se melhor como pessoa e como profissional É preciso observar, também, que às vezes pode ocorrer o contrário com o executivo que é maior do que a posição presume, mas que é contratado porque pode mais do que a organização lhe cobra. A frustração nesse caso não demora a chegar e rapidamente o executivo assim selecionado irá procurar alternativas fora ou passar a viver uma vida de trabalho na qual mais crie problemas do que os resolva.

COMO DIRIA MASLOW...
Perder um executivo que faz falta pode acontecer, obviamente, por que, como diria o velho Maslow, o profissional nem sempre encontra em sua vida na empresa a satisfação prometida de suas múltiplas necessidades. Mais comumente a insatisfação tem a ver com os valores de salário e de remuneração, situação que geralmente acontece depois de algum tempo de empresa. O salário pode defasar, o bônus anual não foi o esperado, o aumento não veio, os benefícios não atendem, a promoção não aconteceu, o contrato não está sendo cumprido como prometido e assim por diante. Nessa hora o executivo, depois de algum tempo, conclui que é preciso encontrar uma outra alternativa profissional que promova de forma mas adequada as suas necessidades e parte para o mercado.

Outras necessidades que um executivo busca alcançar na sua vinculação a uma empresa desde seu primeiro momento, dizem respeito ao progresso e à carreira profissional. É normal que um executivo esteja continua e permanentemente envolvido com sua trajetória e seu futuro, buscando insistentemente o seu desenvolvimento e o seu crescimento hierárquico. Frequentemente não basta uma remuneração adequada, combinada no ingresso na empresa, quando o futuro não traz a perspectiva do progresso. É difícil, hoje em dia, segurar o executivo na organização quando não se possa oferecer-lhe oportunidades de promoção, mais autoridade e responsabilidade, novos desafios, programas de treinamento superior e contatos com o mundo.

COMPATIBILIDADE COM A CULTURA ORGANIZACIONAL
Talvez um dos maiores problemas de qualquer organização, para segurar e motivar seus executivos e evitar o seu êxodo, seja o de que no processo seletivo e, depois, no dia a dia de sua vida profissional na empresa ocorra uma incompatibilidade entre a personalidade individual do executivo e a cultura organizacional da empresa. Item fundamental na adequação do profissional ao seu emprego e atuação, um conflito entre o “jeitão” do indivíduo e o “jeitão” da empresa, certamente, no tempo, irá promover a insatisfação dos dois lados e inviabilizar o sucesso da relação. Vale ressaltar que embora já se fale há muitos anos da importância da cultura organizacional para colorir estratégias, operações, ações e desempenho dos executivos, nem sempre esse lado é pesquisado adequada ou suficientemente na seleção e na administração de executivos. Em verdade, a experiência parece demonstrar que uma das razões mais frequentes e fortes para a saída de executivos de seus empregos é esse conflito que precisa ser avaliado no processo de admissão de profissionais. Quanto mais alta a posição, aparentemente maior o problema do conflito existir e ser a razão básica do fracasso na relação.

CONCLUSÃO
Como conclusão e pensando em como se pode segurar os executivos na empresa analisamos os aspectos mais fundamentais, a nosso ver, para o sucesso na retenção dos profissionais: uma melhor seleção, que trabalhe a partir de um adequado perfil funcional e use as técnicas mais atuais; uma avaliação mais ampla e profunda que permita definir e compatibilizar as motivações e os objetivos de futuro do executivo que se contrata com os da empresa; e uma pesquisa que leve em forte consideração a compatibilidade do novo executivo com a cultura organizacional da empresa contratante.
Certamente haverá muitas formas alternativas de atrair ou de segurar um bom executivo na empresa. Mas adotados estes cuidados na entrada e na manutenção, provavelmente teremos menos preocupações com as razões de saída.

(*) Laerte Leite Cordeiro é Mestre em Administração e Recursos Humanos, Presidente da Laerte Cordeiro Consultores em Recursos Humanos e Conselheiro da ABRH-SP. Janeiro, 2013.
Voltar para cima

Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
Jan - Mercado de Trabalho para Executivos em 2015
Dez - RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL: ERROS BÁSICOS Mai - PONTOS IMPORTANTES DA RELAÇÃO COM OS HEADHUNTERS
Nov - 150 ANOS DE ADMINISTRAÇÃO Abr - O NOVO MERCADO DE TRABALHO
Out - O EXECUTIVO SÊNIOR E O FUTURO Mar - O DIFÍCIL EMPREGO NAS GRANDES EMPRESAS MULTINACIONAIS
Set - CARTA MENSAL AOS EXECUTIVOS Fev - INCOMPETÊNCIAS EXECUTIVAS
Dez - 2014: DÚVIDAS E ESPERANÇAS Mai - ALERTA VERMELHO PARA OS ACOMODADOS
Nov - O CALENDÁRIO DO EMPREGO PARA EXECUTIVOS Abr - COMO BUSCAR UM EMPREGO MELHOR?
Out - DESPERTANDO O INTERESSE DE UM HEADHUNTER Mar - RH EM BOVA VERSÃO
Set - SABER, TER E USAR ... RECADOS PARA O EMPRESÁRIO-ADMINISTRADOR Fev - VIDA E CARREIRA EM TRANSFORMAÇÃO
Ago - DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL E O SUCESSO DA EMPRESA Jan - O QUE SEGURA UM EXECUTIVO NA EMPRESA?
Jul - UM NOVO EXECUTIVO BRASILEIRO
Dez - O RETORNO DO CHEFE Mai - E SE A CRISE VOLTAR?
Nov - OUTPLACEMENT EM 2012 Abr - O QUE HÁ DE NOVO EM INOVAÇÃO?
Out - DEMITIDO? EU? Mar - OTIMISMO ACIMA DE TUDO!
Jul - A DIFÍCIL VIDA DO CANDIDATO A EMPREGO Jan - EXECUTIVO: COMO PERDER SEU EMPREGO EM 12 LIÇÕES FÁCEIS
Jun - MEUS JOVENS 40 ANOS

LAERTE CORDEIRO: 33 anos servindo a Profissionais e à Comunidade de Empresas
– Executive Search & Hunting – Outplacement Corporativo e Recolocação de Profissionais –  Coaching de Carreira – Consultoria  –