Home  


Tel: (11) 5044.7585

lcrh@laertecordeiro.com.br

Fale Conosco

Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
envie este artigo por e-mail
Junho, 2012

Laerte Leite Cordeiro (*)

MEUS JOVENS 40 ANOS

É verdade. Você completou seu curso de graduação por volta dos 22 anos de idade e formalmente iniciou sua carreira como um futuro executivo nesse momento histórico de sua vida.Talvez V. já tivesse feito algum estágio enquanto na Faculdade, mas sua condição profissional efetivamente se inicia quando, num programa de trainee ou diretamente num cargo de hierarquia menor de uma empresa, começa a ocorrer o seu processo de desenvolvimento profissional.O percurso básico é bem conhecido. Analista, Coordenador, Supervisor, Chefe, Gerente, com variações dependendo da nacionalidade, ramo, tamanho e cultura organizacional da empresa onde V. se empregou lá atrás.

Os anos vão passando e a carreira acontecendo. Nem sempre se faz carreira na mesma empresa, como era comum há alguns anos. Mas trabalhar em diferentes empresas à medida em que a carreira se desenvolve é positivo e nos permite reconhecer diferentes culturas organizacionais e a aprender a lidar com elas.

Crescemos na hierarquia empresarial e o que era apenas local vai eventualmente se transformando em nacional e, pouco mais tarde, talvez internacional. Começamos a ver uma certa abrangência planetária em nosso trabalho e, em consequência, vamos sendo cobrados em nossa competência para lidar em outros idiomas, onde o Inglês e o Espanhol avultam e o Mandarim entra como diferencial. Certamente não dá para crescermos na carreira profissional sem que maiores responsabilidades nos sejam atribuídas e que novas competências nos sejam exigidas. É aí que, além de cursos curtos de aperfeiçoamento e especialização, concluímos que é preciso mais conteúdo curricular e aparecem as alternativas de pós-graduação e MBA.


O PRESENTE

Já agora num nível de mando intermediário, nosso horizonte inclui a visão de uma posição gerencial numa área especializada da empresa, quem sabe numa organização diferente da atual e para a qual temos estado nos preparando em cargos e empregos anteriores. Por esta altura, talvez já se esteja na casa dos 40, imaginando que começa uma fase de manutenção da carreira ou, quem sabe de sedimentação da atividade profissional, que nos prepare para vôos ainda mais altos em busca posições de direção, com status mais alto e remuneração mais significativa.

Mas por aí a carreira continua, entrando numa fase mais difícil, em se sabendo que não será bom fracassar ou estagnar porque o mercado já começa a nos torcer o nariz ao nos aproximarmos dos 50 anos. É preciso batalhar muito para ainda crescer ou, quem sabe, para não se perder o que foi conquistado. Ainda que nosso Currículo seja bom e confirme qualidade e competência gerencial, as multinacionais terão dificuldade de nos aceitar em seus quadros, uma vez que já não se sentirão muito animadas a investir num quarentão prestes a transforma-se num cinquentão. E o emprego já tenderá a estar mais disponível em empresas de porte pequeno ou médio, familiares no mais das vezes, que podem ser excelentes e desafiadores ambientes de trabalho, mas sempre mais sujeitas às chuvas e trovoadas das crises econômicas e dos conflitos internos.


O FUTURO

E é aí que, em meio dos nossos jovens 40 anos, começamos a sentir que é preciso fazer alguma coisa para nos preparar para os anos seguintes. Como será nosso futuro profissional à medida em que vamos nos tornando seniores, com mais competência e experiência é verdade, mas reconhecendo que alguns cabelos brancos já significam problemas no mercado de trabalho? O que fazer agora, com toda a nossa energia e capacidade, para assegurar a continuidade e o desenvolvimento da carreira nos próximos cerca de 20 anos? Onde investir para continuar crescendo e assegurar um futuro confortável?

Mais escolaridade, mais proficiência em idiomas, mais qualificação em Tecnologia da Informação, mais exposição internacional, maior participação em atividades associativas e profissionais, aproximação docente junto à Universidade, escrever para jornais e revistas especializadas, fazer palestras, dar entrevistas, participar de eventos sociais e contribuir como cidadão para causas nobres da comunidade são alguns dos caminhos de aplicação das suas capacidades, competências, talento e energia para preparar o terreno pessoal e profissional para os anos por vir.

A verdade é que o mercado de trabalho fala a linguagem da empregabilidade. Até uma certa idade lógica, sempre haverá lugar para o individuo que manteve sua empregabilidade em alta, preparando-se para os desafios profissionais dos novos tempos. Se não conseguir novos e melhores empregos, sempre haverá oportunidades na Consultoria, na Universidade ou num negócio próprio que utilizará seus conhecimentos e experiência. Agora, parar de investir em meio dos jovens 40 anos pode levar o homem de 55 anos a se transformar num dinossauro profissional que talvez não consiga manter seu emprego, nem abrir novas oportunidades. E então a vida pode ficar muito dura e difícil. Por isso não pare, não esmoreça e acima de tudo não procure uma zona de conforto. Aos 40 ainda se é muito jovem, com muitos recursos para investir e assegurar que, lá na frente, a vida ainda tenha muito para lhe oferecer.

(*) Laerte Leite Cordeiro é Diretor Geral da Laerte Cordeiro Consultores em Recursos Humanos, em SP. Junho/2012.
Voltar para cima

Laerte Cordeiro Consultoria em Recursos Humanos
Jan - Mercado de Trabalho para Executivos em 2015
Dez - RECOLOCAÇÃO PROFISSIONAL: ERROS BÁSICOS Mai - PONTOS IMPORTANTES DA RELAÇÃO COM OS HEADHUNTERS
Nov - 150 ANOS DE ADMINISTRAÇÃO Abr - O NOVO MERCADO DE TRABALHO
Out - O EXECUTIVO SÊNIOR E O FUTURO Mar - O DIFÍCIL EMPREGO NAS GRANDES EMPRESAS MULTINACIONAIS
Set - CARTA MENSAL AOS EXECUTIVOS Fev - INCOMPETÊNCIAS EXECUTIVAS
Dez - 2014: DÚVIDAS E ESPERANÇAS Mai - ALERTA VERMELHO PARA OS ACOMODADOS
Nov - O CALENDÁRIO DO EMPREGO PARA EXECUTIVOS Abr - COMO BUSCAR UM EMPREGO MELHOR?
Out - DESPERTANDO O INTERESSE DE UM HEADHUNTER Mar - RH EM BOVA VERSÃO
Set - SABER, TER E USAR ... RECADOS PARA O EMPRESÁRIO-ADMINISTRADOR Fev - VIDA E CARREIRA EM TRANSFORMAÇÃO
Ago - DESENVOLVIMENTO ORGANIZACIONAL E O SUCESSO DA EMPRESA Jan - O QUE SEGURA UM EXECUTIVO NA EMPRESA?
Jul - UM NOVO EXECUTIVO BRASILEIRO
Dez - O RETORNO DO CHEFE Mai - E SE A CRISE VOLTAR?
Nov - OUTPLACEMENT EM 2012 Abr - O QUE HÁ DE NOVO EM INOVAÇÃO?
Out - DEMITIDO? EU? Mar - OTIMISMO ACIMA DE TUDO!
Jul - A DIFÍCIL VIDA DO CANDIDATO A EMPREGO Jan - EXECUTIVO: COMO PERDER SEU EMPREGO EM 12 LIÇÕES FÁCEIS
Jun - MEUS JOVENS 40 ANOS

LAERTE CORDEIRO: 33 anos servindo a Profissionais e à Comunidade de Empresas
– Executive Search & Hunting – Outplacement Corporativo e Recolocação de Profissionais –  Coaching de Carreira – Consultoria  –